Até que as coisas voltem a brilhar!


S
into como se tivesse um peso em minhas costas.
Eu tenho tentado manter o doce das coisas que escrevo mesmo diante de tantas adversidades. Estou conseguindo até.
Por vezes faço uso de minha válvula de escape. Só pra desabafar.
Preciso pegar de volta as coisas boas de antes.
Há tanto pra jogar fora!

Ter um blog é muito bom, mas escrever e ter o retorno de quem lê. É inenarrável. Tenho feito o melhor que posso, sempre procurando colocar textos bacanas para os meus leitores queridos. Tenho conseguido.
As coisas não andam muito boas de uns tempos pra cá.

Preciso voltar a ser leitora também, meus livros encontram-se abandonados. Isso não combina comigo.
Então darei um tempo as minhas letras. Tenho tanto para arrumar.
Considero-me uma blogueira contente por tê-los como leitores. E agradeço por todo carinho.
Distancio-me por não sei quanto tempo, mas sei por quais motivos.





Muitos beijos!
Adoro vocês!


9 comentários:

  1. Eu, como sua leitora fiel, quero ler a sua essência.
    Seja ela triste, alegre, amarga ou doce.
    Eu quero ler você, não quero ler 'coisas bonitas' enquanto sua alma chora.
    Coloque nas palavras os sentimentos que te apetecerem, que te aliviarem, ok?
    Se for pra escrever linhas cinzas, escreva.
    Escreve, acima de tudo, pra você.

    Mas ok, às vezes é bom dar um tempo, ler uns livros, inspirar novos ares.

    Um beijo, querida.
    E melhoras.

    ResponderExcluir
  2. Poxa, Joyce...
    que pena!
    Mas se for pro seu bem, que sejam bem recebidas essas férias. Beijos! :*

    ResponderExcluir
  3. Uma pena não mais poder ler-te por uns tempos, mas precisamos nos afastar da escrita, pelo menos até as coisas se ajeitarem. O que importa é você agora, nada mais. Mas não se esqueça que alguém que muito te lê, sentirá sua falta.

    Beijos e fique bem :]

    ResponderExcluir
  4. Esse post podia ser meu hoje...
    Espero que fiquemos bem, não é?
    Um beijo, flor.

    ResponderExcluir
  5. volte a ler, naum perca tempo :)

    ResponderExcluir
  6. Passei aqui, hoje, para te encontrar. Bati na porta, entrei mas você já não estava. Aproveitei pra derramar amor e perfume por todos os cantos. E eu fico esperando você voltar.
    Beijos muitos :*

    ResponderExcluir
  7. Se isso for te fazer bem, distacie mesmo... Mas volta logo!!
    Por favor, não nos deixe sem seus maravilhosos textos, você tem talento demais para ser apenas leitora.
    Seja os dois, leitora e escritora.
    Espero que esse seu afastamento não seja mesmo necessário.. Já sinto saudades daqui..rs
    bjos

    ResponderExcluir
  8. Eu nem sempre apareço aqui, nem sempre consigo acompanhar a tua leveza de passos, palavras e pensamentos. Mas sei que vou sentir falta de aparecer aqui e ler teus preciosos documentos de paz e harmonia.
    Gosto demais de vc e admiro mto a menina doce e delicada que me cativa com tanta simpatia e inteligência. Volta logo, pq coração deste pequeno já tá apertado! Beijos meus!

    ResponderExcluir
  9. Não demore a voltar, querida amiga. Amo ler o que escreve, o que sentimentaliza...
    Já peguei os selinhos e escrevi o conto. Não tão bons quanto os seus, mas é um conto.
    Saudades!
    Beijo.

    ResponderExcluir

- Comentários moderados. Não aceito nenhum que seja anônimo.

- Não faça propaganda, se quiser deixar seu link é só comentar fazendo uso da opção nome/url

Obrigada e volte sempre! Paz!